Comunidade Olho D’água (TO) recebe ações do GT das Juventudes Rurais da Região do Bico do Papagaio

O próximo Encontro está programado para ocorrer nos povoados Juverlândia e Folha Seca, pertencentes ao município de Sítio Novo, no dia 21 de abril.

O encontro contou com reflexões sobre o cotidiano da comunidade, apresentadas pelos jovens, dinâmicas em grupos e proposição de ações. Foto: ASCOM/APA-TO.

A programação desenvolvida no último sábado (09), com jovens da comunidade Olho D’água, município de São Miguel, faz parte do Encontro do GT das Juventudes Rurais da Região do Bico do Papagaio (TO), evento que tem o apoio da ONG APA-TO. Tanto a preparação, quanto o planejamento são desenvolvidas pelos próprios jovens da comunidade que integram o Grupo de Trabalho.

O objetivo do evento é promover a motivação de processos organizativos de coletivos locais de jovens nas comunidades rurais, de modo a potencializar as ações de resistência e a luta articulada das juventudes do Bico do Papagaio, assim como o fortalecimento do GT.

O encontro contou com reflexões sobre o cotidiano da comunidade, apresentadas pelos jovens, dinâmicas em grupos e proposição de ações. Maria Madalena da Paixão Silva, jovem da comunidade Olho D’água, participou do evento e destacou a importância de iniciativas como a do último sábado. “É gratificante fazer parte do evento e poder contar com a colaboração de outros dos jovens neste processo de discussão. É o momento de refletirmos e ofertarmos propostas para melhorias em nossa comunidade”, afirmou.

Outro ponto essencial do Encontro é a valorização e visibilidade das ações desenvolvidas pelas juventudes do campo, mostrando a sua forma de vida agroecológica. Selma Yuki Ishii, representante da ONG APA-TO no evento, salientou que “a juventude do campo está em defesa e luta dos seus direitos. O direito de permanecer na terra, o acesso à terra, à educação, à renda, ao trabalho com base na agroecologia. É relevante ver este trabalho da juventude falando com a juventude, discutindo sua realidade e articulando essa luta, mostrando que ela (a juventude) é sujeito de direito e capaz de construir sua própria história”.

A primeira iniciativa do grupo, de preparação e planejamento de ações para 2022, foi realizado em fevereiro no município de Sampaio. O próximo Encontro está programado para ocorrer nos povoados Juverlândia e Folha Seca, pertencentes ao município de Sítio Novo, no dia 21 de abril.

Deixe uma resposta